quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

OPINIÃO NATAL2014


Hoje é Natal...
... ainda que os homens não queiram... hoje é Natal!
... ainda que persistam enigmas na história e no tempo...hoje é Natal!
... ainda que muitos não acreditem e outros duvidem... hoje é Natal!
... ainda que haja desentendimentos, invejas, ódios e vinganças... hoje é Natal!
... ainda que muitos sejam indiferentes e egoístas... hoje é Natal!
... ainda que haja famílias que sofrem sem razão... hoje é Natal! 
... ainda que continuem a haver homens e mulheres que sofrem apenas porque há o mistério da dor... hoje é Natal!
... ainda que haja nuvens, e frio, e nevoeiro e trevas... hoje é Natal!  

porque Deus decidiu revelar-nos o 'misterioso' segredo do seu amor: entregar-se sem julgar, e oferecer-se sem medida!

Jesus, Maria e José dizem-nos, sem palavras - um porque recém-nascido, ela porque mulher do silêncio e da escuta e José porque confiante na obra de Deus - que no amor não há 'falatório', no amor não há 'segundas intenções', no amor há apenas amor!

Enquanto houver - nem que seja apenas - uma luz que se acenda, um abraço que aqueça, um beijo que se dê, uma mão que se enlaça, um pé que ande, um coração que bata, um sorriso que se abra, uma palavra de alegria... eu acredito no Natal!  

rf

NATAL 2014


domingo, 21 de dezembro de 2014

O NATAL DEPENDE DO 'ANTES' - A Catequese de Mira de Aire

É minha convicção que a parte mais importante do Natal é a sua preparação. 'diz-me como te preparas e dir-te-ei como vai ser'! Claro que nem todos partilham do mesmo modo, mas certo, certo, é que a CATEQUESE DE MIRA DE AIRE quis celebrar o domingo anterior ao Natal com a alegria, a simplicidade e a dignidade que o acontecimento merece! Aquela 'casa' para acolher Jesus, à qual chamamos Presépio, pouco a pouco, se vai percebendo que não pode ser feita de pedras, mas de valores. A sua beleza não está na 'fachada', mas no coração de quem constrói. A 'casa' perfeita, que Deus escolheu, foi o seio de Maria. E foi ela que neste domingo, antes do Natal, nos guiou e nos ensinou a preparar o Natal com o 'Sim' à vontade de Deus. No fim de contas, percebemos que a 'casa' a arrumar, a embelezar, a iluminar é a família de cada um. Deve ser ela o presépio acolhedor do grande protagonista, Aquele que esperamos, sempre de novo, Jesus. Ora vejam! foi assim! pLuis





JESUS É..
DEUS CONNOSCO, NA NOSSA CASA, NA NOSSA FAMÍLIA

IV ADVENTO B


terça-feira, 16 de dezembro de 2014

GRUTAS DE ALVADOS: Fatias Douradas contam e cantam Natal!

GRUTAS DE ALVADOS: 14 de Dezembro de 2014 CONTOU-SE, CANTOU-SE E ENCANTOU-SE No domingo da alegria, o 3º do Advento, chamado oficialmente 'dominica gaudete', houve um feliz, original e qualitativo encontro no interior das grutas de Alvados. Os nossos amigos do grupo 'Fatias Douradas' brindaram-nos com uma bela história de Natal, contada, cantada e encantada! Foi como ir ao centro, ao essencial, à gruta de Belém, reencontrar desde já o Menino. A alegria do Natal também passa por gestos belos, como foi este. Várias dezenas de pessoas tiveram essa graça. Obrigado aos (às) 'fatias...', saborosas na sua arte!
https://www.youtube.com/watch?v=symUhz7tbiw

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

ADVENTO- O tempo da expectativa

Quem de nós nunca experimentou a aceleração das pulsações do coração perante a proximidade de algo importante, inovador, decisivo? Quem nunca sentiu alterar o seu humor perante uma novidade, um imprevisto...? Quem nunca ficou com um 'nervoso miudinho' na expectativa e aproximação de um importante acontecimento?
O Advento é o tempo que pode (e deve) gerar em nós todos estes sentimentos; sentimentos que implicam dinamismo e acção, movimento e mudança!
Este nosso Advento, nesta nossa diocese de Leiria-Fátima, e nesta nossa paróquia, está decisivamente associado ao mais belo presente que alguma vez recebemos, a família. É ela o centro de todas as atenções, também porque não há Natal sem família. Deus não quis revelar-se na solidão dum poder, mas na comunhão do amor. E só no seio familiar se pode entender o mistério da Encarnação, o nascimento de Jesus.
O Natal é uma certa 'provocação' a cada família, pois ele será tão mais belo e real quanto mais cada um sentir a alegria da sua própria família.
É por isso que o tempo de Advento é de expectativa. Como estaremos, em 'qualidade' familiar, quando vier o Natal? Que faremos uns para os outros neste tempo de aproximação? Que decisões queremos tomar para que o Natal seja a nossa festa de alegria?
Não há Advento sem opções, escolhas... pois só um caminho aberto à renovação, que 'aplaine' as escarpas dos erros e das falhas, pode preparar para o 'sobressalto' da alegria surpreendente que é o Natal.
Bom Advento, para que haja um Feliz Natal!

CONCERTO DE MÚSICA NATALÍCIA

ACONTECIMENTOS ÚNICOS...
a não perder!