sábado, 24 de outubro de 2020

FESTIVAL DAS SOPAS (Q'80) -31 OUTUBRO 2020

FESTIVAL DAS SOPAS

Ainda que este ano não tenha sido propício para a fornada dos Q'80, eles querem manter - por quanto possível - alguns eventos, que são já uma 'marca' anual para os mirenses. E, por isso projectaram e vão realizar o Festival das Sopas. Em moldes diferentes é certo, mas o que vale é fazer, não esmorecer, não parar 'de tudo nem de todo'! A 'alma' de quarentões não pode deixar-se dominar por nenhum vírus, ainda que esse tente picar o 'calcanhar'. Dê cada um, cada mirense a sua mão, o seu apoio e participe neste evento. 

Com o carimbo dos quarentões eis algumas indicações práticas:

Entre as 12 e as 22h, junto à Baiúca. 
Será realizado em formatoTake away (que quer dizer ‘pegar e levar’). 
Não há entrada na Baiúca. 
Haverá um percurso exterior para 'pegar e levar'.
As modalidades são:
- kit (normal), composto pela taça de barro e 2 sopas:
5€.
- kit Q80, composto por 1 garrafa de vinho, 1 garrafa de ginja, 1 sobremesa, 1 taça barro, 2 sopas:19€.



XXX DOMINGO COMUM A

 


COMEMORAÇÃO DOS FIÉIS DEFUNTOS

 COMEMORAÇÃO DOS FIÉIS DEFUNTOS


ALVADOS-MIRA DE AIRE-SÃO BENTO

A comemoração de Fiéis Defuntos tem, para todos e de modo muito intenso para os cristãos, a marca forte de particular proximidade aos que já nos deixaram fisicamente, mas que continuam a manter  um lugar bem vivo no coração e na memória. Este ano, como já em outras celebrações importantes da fé, esse dia será vivido de modo diferente.

Perante a situação emergente e actual, que indica as regras de ajuntamentos e todas as condicionantes, não haverá a habitual romagem ao cemitério (ver em anexo as normas da CMPorto de Mós). No entanto, não podemos deixar de recordar e de celebrar,  em comunidade, os nossos irmãos sempre amados. Faremos de modo mais contido, na Eucaristia, mas igualmente sentido e profundo, confiando na multiforme presença do Senhor, agradecendo, louvando e pedindo por todos os irmãos defuntos.

No sentido de celebrar e manter viva esta ‘comunhão’ de vidas e de oração, propõem-se quanto segue:

Nomear-se-á, pelo nome, no início das Missas cada um dos que faleceram neste ano, desde novembro de 2019 a outubro de 2020.

t SÃO BENTO: dia 1 (domingo), às 11.30h

t ALVADOS: dia 2 (segunda), às 19h

t MIRA DE AIRE: dia 2 (segunda), às 9 e 19h

               --------------------------------------------------------------------------------------------

- PROPÕEM-SE QUE AS VISITAS AO CEMITÉRIO – nesta ocasião -  SEJAM REALIZADAS DE MODO MAIS PERSONALIZADO E, SE POSSÍVEL, MAIS INDIVIDUAL.

___________________________________________________________________________________

ANEXO

CM Porto Mós-Acesso aos cemitérios 

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

MUDANÇA DA HORA (24/25 Outubro)

 

MUDANÇA DA HORA

De 24 (sábado) para 25 (domingo) de Outubro entra-se na hora de Inverno. Quando forem duas horas os relógios atrasam-se para a uma hora. O melhor, para quem não em relógios conectados, é atrasar na hora de repousar.



quinta-feira, 22 de outubro de 2020

SÃO JOÃO PAULO II - uma memória a não esquecer

22 de Outubro, memória litúrgica de São João Paulo II



Ainda seminarista, um livro clássico de espiritualidade mariana ajudou-o a tirar as dúvidas que tinha em relação a devoção a Nossa Senhora e a centralidade de Jesus Cristo na vida e na espiritualidade católica.

A obra que marcou profundamente a vida e consequentemente a espiritualidade de Karol Wojtyla foi o Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”, de São Luís Maria Grignion de Montfort. Falando às Famílias Monfortinas, o Papa João Paulo II disse que o Tratado é um “texto clássico da espiritualidade mariana”, que teve singular importância na formação do seu pensamento e em toda a sua vida. Segundo o Santo Padre, o Tratado é uma “obra de eficiência extraordinária para a difusão da ‘verdadeira devoção’ à Virgem Santíssima”. São João Paulo II experimentou e testemunhou essa eficácia do Tratado m si mesmo: “Eu próprio, nos anos da minha juventude, tirei grandes benefícios da leitura deste livro, no qual “encontrei a resposta às minhas perplexidades” devidas ao receio que o culto a Maria, “dilatando-se excessivamente, acabasse por comprometer a supremacia do culto devido a Cristo”. Sob a orientação sábia de São Luís Maria compreendi que, quando se vive o mistério de Maria em Cristo, esse risco não subsiste. O pensamento mariológico do Santo, de facto, “está radicado no Mistério trinitário e na verdade da Encarnação do Verbo de Deus”.


A data de 22 de Outubro foi estabelecida pelo papa Francisco por simbolizar o dia em que Karol Wojtyla celebrou a sua primeira missa como Pontífice, em 1978, iniciando seu pontificado.


São João Paulo II, rogai por nós!


Eis um vídeo comemorativo

S. JOÃO PAULO II (uma homenagem)


segunda-feira, 19 de outubro de 2020

AINDA A PROPÓSITO DO DIA MUNDIAL DAS 'MISSÕES'

DIA MUNDIAL DAS MISSÕES - 18 de Outubro


Talvez tenha passa despercebido a alguns, a outros não, este domingo, dia 18, foi o DIA MUNDIAL DAS MISSÕES...  Para quem encontrar um tempinho (só não encontra quem não tiver interesse no assunto, porque outros assuntos ocupam os espaços da vida), para todos os que, pelo menos queiram ser curiosos e conhecer esta faceta da Igreja, propomos este vídeo: 

DOIS TESTEMUNHOS MISSIONÁRIOS

E, já agora também este, da Joana - que eu tive a alegria de ver crescer na fé (e a caminhar a seu lado) durante longos anos. Ela é médica e fez a sua opção de vida, consagrando-a nas Missionárias Combonianas, exercendo e oferecendo a sua sabedoria ao serviço dos povos, no Sudão. este testemunho está em inglês (para quem entender, é bem interessante). 

TESTEMUNHO DA JOANA

Ser missionário não é só lá fora, também pode ser dentro da nossa casa, entre os nossos! A Missão não tem programas, tem pessoas...a quem dar e ser testemunha de felizes notícias; a missão é 'desacomodar-se', deixar as 'pantufas' e calçar as 'sandálias'. 

Pluis

ALARGAR HORIZONTES (LXXXIII) - Não estás cansado?

 


domingo, 18 de outubro de 2020

A CATEQUESE (re)COMEÇOU...em Mira de Aire

CATEQUESE 2020-2021

Nos dias 16,17 e 18 voltámos a encontrar-nos, após tantos meses, em comunidade.

Num tempo tão diferente, de modo bastante diferente, com gestos bem diferentes...mas encontrámo-nos. Não todos juntos, mas repartindo-nos em 3 grupos e em 3 dias.  

Foi a Eucaristia que nos reuniu e que marcou este início, desta 'nova' etapa da catequese.

Começámos na sexta, com os do 4º ao 6º anos; os mais pequenos do 1º ao 3º anos no Sábado, 17; os do 7º em diante, no domingo.

Um feliz (re)encontro que há-de permitir que 'nada nos pode separar do amor de Cristo'. É verdade que vivemos dias e meses em que o 'provisório' predomina, mas o essencial é 'não abandonar'

Esperamos que se possa continuar, com as orientações a cumprir! Esperemos bem nos próximos tempos.

Como confirmação visual podem acessar a este pequenino vídeo fotográfico.

(basta carregar em cima deste título e entrar)

VIDEO FOTOGRAFICO INÍCIO CATEQUESE

Este domingo também recomeçou a catequese na paróquia de Alvados, com as mesmas características e em modo semelhante.

Que o início nos anime na descoberta do caminho de Jesus Cristo.




XXIX DOMINGO COMUM A - A partir da Palavra

 DIA MUNDIAL DAS MISSÕES

«Mestre, sabemos ... que ensinas ... o caminho de Deus… » 

Dou! Dás! Dá! Damos! Dais! Dão!

O verbo Dar no presente do indicativo é uma das mais extraordinárias formas de vislumbrarmos o Amor de Deus.
Eu dou o meu tempo! Tu dás Esperança! Ele dá um conselho!
Nós damos 1% do nosso ordenado! Vós dais a vida! Eles dão Amor!
E nesta doação gratuita o caminho de Deus está traçado
e a verdade sobre os ensinamentos do Cristo são vividos em plenitude.

 

A dúvida sobre a omnipresença de Deus nas nossas vidas é dissipada,
quando levamos O Senhor aos que não são capazes de dar ao mundo a esperança que O Pai lhes confiou!
Deus é digno de receber, sempre, o melhor que possuímos.
Tudo o que nos faz felizes vem do Nosso Criador e para Ele devia voltar, como sinal da nossa gratidão.
“Só Vós Senhor nos dais a Vida!”
O Santo Espírito que nos guia o coração mostra-nos uma única via para sermos alegres:
construir um mundo onde reine a caridade! Onde as palavras tenham forma, cheiro, sabor e sejam visíveis…

 

Hoje, a liturgia do 29º domingo do Tempo Comum, do Ano A,
imprime, no peito da humanidade, as Palavras que Deus dá ao mundo!
As obras de Amor profundo de Jesus são colocadas à prova com malícia: «É lícito ou não pagar tributo a César?»
Mas, o Mestre nunca deixa de nos dar o melhor que tem:
«…dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus».
Será que ao darmos ao mundo o que é do mundo, não estaremos a dar o melhor de nós a Deus?
Neste permanente dar, que a nossa vida é, o Evangelho de Jesus ressuscita.

 

Ó… Fariseu dos tempos modernos,
porque ainda não deste ao mundo o que é do mundo?
Guarda dentro do coração todo o mal que te faz sofrer…
Pensa que é como um imposto que tens de pagar ao estado,
para que as estradas sejam alcatroadas e não de areia batida, como em África ou na Ásia…
Lembra-te que o mal quando é espalhado aumenta rapidamente,
como os juros de uma dívida ao estado, quando não regularizaste a tempo e horas o IMI da tua casa,
que tem saneamento básico, ao contrário das casas na América latina…

 

O mundo precisa de ti.
Da tua forma de olhar que aquece sorrisos…
da tua palavra que abre fronteiras…
da tua mão estendida que ajuda quem parte para além do mar…
do teu sal que vem dar sabor ao açúcar…
do teu perfume que lança oração e irradia Paz!

 

Se fôssemos verdadeiramente honestos, com tudo o que temos… seríamos felizes no DAR!
Então? O que vamos DAR hoje?


Liliana Dinis

------------------

Não podes ir... mas podes ajudar...

A missão é de Deus na qual somos chamados a cooperar. 
O Mês Missionário tem a sua origem no Dia Mundial das Missões
(penúltimo domingo do mês de Outubro). 
A data foi instituída pelo papa Pio XI em 1926, 
como um dia de oração e ofertas em favor da evangelização dos povos. 
O objectivo é incentivar, nas Igrejas locais, a cooperação missionária. 
São apenas alguns os missionários e missionárias que partem. 
Porém, toda a comunidade tem o dever de participar activamente 
na missão universal. Essa cooperação realiza-se de três formas: 
1º pela oração, sacrifício e testemunho de vida; 
2ºpor meio da ajuda material aos projectos missionários; 
colocando-se à disposição para servir na missão ad gentes. 
As missões precisam de missionários e missionárias.




* Mensagem do Santo Padre para o Dia mundial das Missões 2020