DESTAQUE

SÃO BENTO VISITOU A SUA TERRA

No domingo de Pascoela e da Divina Misericórdia, São Bento desceu do seu altar, na Igreja Paroquial, e visitou todos os lugares da freguesia...

sábado, 18 de agosto de 2018

XX DOMINGO TEMPO COMUM (19 Agosto 2018)

«… Eu vivo pelo Pai, também aquele que Me come viverá por Mim.

Sabedoria… 

Ser sábio é ter um conhecimento vasto sobre mil assuntos… 
Há quem acolha a sabedoria e a enterre para que mais ninguém tenha conhecimento do que sabe.
Há quem durante a sua vida aumente a bagagem da sua sabedoria, com a partilha de experiências maravilhosas.
Há quem possua o Dom da Sabedoria, mas não o utilize com sensatez nem com prudência.
Há quem ame a sabedoria e a espalhe, como uma brisa suave, por onde caminha.

Já pedirama Deus que vos ilumine o pensamento com uma sabedoria pura e de íntimo bom?
A Sabedoria capaz de servir cada homem e cada mulher!
A Sabedoria capaz de gritar bem alto a vontadede Deus:
«Vinde comer do meu pão e beber do vinho que vos preparei. 
Deixai a insensatez e vivereis; segui o caminho da prudência»

No tempo que vivemos, («Aproveitai bem o tempo, porque os dias que correm são maus.»)
somos convidados a permanecer inquietosperante a insensatez:
«…enchei-vos do Espírito Santo, recitando entre vós salmos,
hinos e cânticos espirituais, cantando e salmodiando em vossos corações…»
Não podemos ficar alheios com a má forma com que os Baptizados (os Filhos de Deus)
cuidam e amam o Espírito Santo que os habita.
Não escutam, não partem à procura, não ambicionam entender o Bem e aniquilam o Alimento das suas vidas…

«Temei o Senhor, vós os seus fiéis, porque nada falta aos que O temem. 
Os poderosos empobrecem e passam fome, aos que procuram o Senhor não faltará riqueza alguma.»

Esta é a fome que mata os nossos irmãos!
Esta é a fome que nos corrói a alma!
Esta é a fome que O Cristo vem humilhar com a forte afirmação:
«Eu sou o pão vivo que desceu do Céu.»

Hoje, a liturgia do 20º domingo do Tempo Comum, do Ano B, continua a saciar a nossa descrença e 
destrói qualquer ameaça que possa destronar a nossa vontade de celebrar a Esperança:
«Se não comerdes a carne do Filho do homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós.»Só há uma realidade justa e sensata, neste momento: Vamos acolher o Pão no nosso coração!

Tu mortal, que pensas ter tudo, que vives e és feliz com a futilidade dos tempos e da matéria…
Não queiras alimentar a sabedoria mental que te habita o ser e te faz crer que és maior do que o outro!
Não permaneças descrente a olhar para o altar, onde o sacrifício do Senhor da Vida é revivido,
para teu bem e para que a tua vida tenha muito mais sabor e muito mais sentido!

Oh! Mortal… que passas por mim e fazes-me sentir bem melhor e bem mais forte,
pois levas contigo, dentro do teu peito um segredo pequenino e altivo
que se esmera por ser o melhor que tens em ti…

É Jesus Eucaristia… 
é beleza rara e pura que o Pai nos envia e nos assegura
sempre que caminhamos até Deus Filho com a simplicidade de uma criança,
que desperta humilde e desesperadamente a Esperança, 
de viver em Igreja para cumprir a vontade
de SER pobre na riqueza da alegria e da obediência,
a Deus Criador que nos faculta o Espírito Santo repleto da Sabedoria,
que nos faz caminhar no AMOR…

Liliana Dinis

XX DOMINGO COMUM B


terça-feira, 14 de agosto de 2018