DESTAQUE

SÃO BENTO VISITOU A SUA TERRA

No domingo de Pascoela e da Divina Misericórdia, São Bento desceu do seu altar, na Igreja Paroquial, e visitou todos os lugares da freguesia...

sábado, 8 de dezembro de 2018

II DOMINGO ADVENTO C


ADVENTO- Manter a atenção...vigilantes!

Por quem esperamos?
Por quem esperamos nestes dias? 
Que significado tem toda esta espera até ao dia 24/25 de dezembro?  
Estamos apenas à espera de uma noite com a família? É somente a espera por um dia que nos leva a estar mais disponíveis para a solidariedade?  
Por quem esperamos nestes dias? 
Qual a importância desta época que é capaz de trazer magia aos nossos dias?  
É bom que estes dias sejam de verdadeira reflexão e de disponibilidade para mim mesmo, para que assim possa, efetivamente, chegar ao outro, mas deve, acima de tudo, ser oportunidade para chegar junto d'Aquele que dá sentido a todo este tempo. Para chegar junto d'Aquele que dinamiza todo este mistério de um Deus que quis experimentar a Sua divindade na plenitude da Sua humanidade.
É essencial estarmos juntos. É importante convivermos e partilharmos com aqueles que mais precisam. Tudo isto é, claramente, essencial e ajuda a que estejamos mais próximo d'Ele, mas não chega. E não chega mesmo quando muitas das vezes, realizamos um mero ritual vazio, onde colocamos mais ou menos enfeites, onde ajudamos mais ou menos pessoas. Este tempo deve ser preenchido por tudo aquilo que somos. Deve ter uma entrega total. Deve ser advento de doAção.  
Agora é, mais do que nunca, tempo para nos doarmos sem limites Àquele que é o Príncipe da Paz. Doarmo-nos sem receios Àquele que vem para nos restaurar de todo o pecado. Doarmo-nos sem desculpas Àquele que se tornou tão frágil e tão humano para assim poder demonstrar que Deus está connosco. Que Deus sempre está!  
É tempo de luzes, de alegria, de espera e de esperança, por causa de um Deus que quis amar tremendamente o Mundo dando assim o Seu tão amado Filho (João 3,16). 
É tempo de união e de festa, porque n'Ele somos igualados como Filhos de Deus.  

É tempo de uma oração inteiramente com o nosso coração para que possamos receber verdadeiramente nas nossas vidas o Immanouel, para que assim possamos gozar desta nossa vida como verdadeiro dom e verdadeiro milagre.
     Emanuel António Dias

Para melhor rezarem neste tempo de Advento convido-vos a ouvirem uma música: Lauren Daigle - Light Of The World  - com este belo e significativo texto




Light Of The World

The world waits for a miracle
The heart longs for a little bit of hope
Oh come, oh come emmanuel
The child prays for peace on earth
And she's calling out from a sea of hurt
Oh come, oh come emmanuel
And can you hear
The angels singing
Glory to the light of the world
Glory the light of the world is here
The drought breaks
With the tears of a mother
A baby's cry is the sound
Of love come down
Come down, emmanuel
He is the song for the suffering
He is messiah
The prince of peace has come
He has come, emmanuel
Glory to the light of the world
Glory to the light of the world
Glory to the light of the world
Glory to the light of the world
For all who wait
For all who hunger
For all who've prayed
For all who wonder
Behold your king
Behold messiah
Emmanuel, emmanuel
Glory to the light of the world
Glory to the light of the world
Glory to the light of the world
Behold your king
Behold messiah
Emmanuel, emmanuel
The world waits for the miracle
The heart waits for a little bit of hope

O come, o come emmanuel

Luz do Mundo

O mundo espera por um milagre
O coração anseia por um pouco de esperança
Oh vem, oh vem Emmanuel
A criança ora pela paz na Terra
E ela está chamando de um mar de dor
Oh vem, oh vem Emmanuel
E você pode ouvir
Os anjos cantando
Gloria à luz do mundo
Gloria a luz do mundo está aqui
A seca quebra
Com as lágrimas de uma mãe
O choro do bebê é o som
De amor, venha
Venha, Emanuel
Ele é a canção para o sofrimento
Ele é o Messias
O príncipe da paz chegou
Ele veio, Emmanuel
Gloria à luz do mundo
Gloria à luz do mundo
Gloria à luz do mundo
Gloria à luz do mundo
Para todos os que esperam
Para todos os que têm fome
Para todos os que têm orado
Para todos que querem saber
Eis o vosso Rei
Eis o Messias
Emmanuel, Emmanuel
Gloria à luz do mundo
Gloria à luz do mundo
Gloria à luz do mundo
Eis o vosso rei
Eis o Messias
Emmanuel, Emmanuel
O mundo aguarda pelo milagre
O coração espera por um pouco de 
esperança
Vem, ó vem Emmanuel


domingo, 2 de dezembro de 2018

ADVENTO - uma ideia de 'semente'



Advento: Semente de um tempo novo

De novo o advento. Regressar ao princípio. Refazer, como novidade absoluta, o caminho antigo. Assumir a transumância como método. Ser nómada em obediência à voz antiga, aquela que sobrevive entre uma multidão de ruídos, o apelo do deserto, «endireitai…», como quem diz, «despertai!».
Começar de novo. Hoje é sempre a primeira vez. Avançar. Assumir a tonalidade primeira, o acorde fundamental a partir do qual se compõe um hino à mais pura das alegrias. E não ter medo da alegria.
Ser tela onde a palavra já dita e redita mil vezes – amor, perdão, paz… - se desenha como Boa Nova. Hoje, de novo, porque amanhã não sei o que será.
Procurar os fios invisíveis que ligam a terra ao céu. Reparar as ligações que me ligam a ti e a Ti. E recolher as sementes da eternidade espalhadas, em noite de vendaval, por terras desconhecidas. Encher a taça e voltar a semear. Pacientemente. Com esperança. Basta a esperança.
Porque este tempo é um dom no qual se desconstrói e reconstrói a memória. Porque neste tempo voltamos a ser como crianças que andam à roda com as mesmas perguntas: «Onde fica Belém?», «quem são os homens do Oriente?», «quando é que chega o Natal?». E espreitamos, através da fé, o horizonte desconhecido à procura desse lugar, simples e despojado, onde Deus se fez homem.
Porque neste tempo somos de novo o adolescente sonhador que acredita no cumprimento da promessa repetida de geração em geração, «Amanhã é Natal, Ele há de vir de novo».
Porque neste tempo não queremos ser como casas pesadas de janelas fechadas e atulhadas de mobiliário comprado em tempo de promoção.
Este é o tempo de escavar as camadas da compreensão da verdade e aceder, ainda que de «maneira imperfeita», com uma fé ainda muito imperfeita, às razões do mistério de Deus feito menino.
É o tempo de aceitar ser um rebento enxertado no ramo de uma história milenar cujos frutos, sabe Deus, guardam as sementes de um novo advento.
 P. Nélio Pita, CM