DESTAQUE

INFORMAÇÕES PAROQUIAIS - Retoma de celebrações e acções suspensas

RETOMAMOS O NOSSO CAMINHO COM A NORMALIDADE POSSÍVEL «Nesta hora de ação de graças a Deus, queremos também exprimir o nosso reconhecimento a...

sábado, 16 de fevereiro de 2019

VI DOMINGO COMUM C - uma reflexão sobre as bem-aventuranças


«Alegrai-vos e exultai,

porque é grande no Céu a vossa recompensa.»

Aventurar… há sempre um desejo no seio do nosso peito, pelo qual somos capazes de arriscar tudo o que temos!
Aventura… é ter um pé à frente numa situação de meio-termo e saborear o risco!
Aventureiro… é alguém que confia inteiramente na Missão de anunciar, arriscadamente, por ser Filho de Deus!
Partir… levar na bagagem apenas a forte convicção de que Deus nos providencia tudo o que precisaremos.
Ser Bem-Aventurado! Ser Alegria infinita…
Ser Esperança Pura, que aceita o Senhor da Vida e o caminho de Amor que traça para cada um de nós!
 Planeamos, cuidadosamente, a nossa vida futura e, até, a vida dos nossos filhos…
Diariamente, sonhamos e idealizamos os sorrisos que queremos escutar…
as palavras que ambicionamos partilhar… as bochechas que, docemente, beijamos…
os braços que agarramos com força… os pés que prendemos para não saírem do rumo delineado…
da forma mais rápida e eficaz de ser alguém no mundo com uma classe social invejável,
com um bom rendimento mensal e com toda a perfeição inimaginável aos olhos dos homens!
 Matamos a nossa condição humana de seres vivos criados à imagem e semelhança de Deus, na Liberdade:
«Maldito quem confia no homem e põe na carne toda a sua esperança, afastando o seu coração do Senhor.»
Permanecemos felizes, pois a nossa vida corre bem e tudo está sobre rodas; sem stress e sem prejuízos…
«Se é só para a vida presente que temos posta em Cristo a nossa esperança,
somos os mais miseráveis de todos os homens.»
E se… por ventura… a “viatura”
(último modelo de uma marca caríssima,
ou aquela “charroleta” que nos levou o último tostão,das últimas poupanças de uma vida inteira) avaria.
O projeto traçado pelo nosso punho está manchado!
A nossa vida fica de pernas para o ar e não há quem se aproxime de nós, quem nos entenda,
Fomos nós que arriscamos tudo; não foram os outros e os outros têm muito mais do que nós…
“Que maré de azar!!! Quem me valerá?”
Que falta de alegria e de confiança… Que falta de Fé!!!
«Bem diferente é a sorte dos ímpios: são como palha que o vento leva.
O Senhor vela pelo caminho dos justos, mas o caminho dos pecadores leva à perdição.»
Confia… Vai… Aventura-te e não temas!
S. Lucas mostra-nos as imprecações de uma vida vivida por viver…
ao sabor de mais um pneu, de mais uma janela, de mais um par de calças, de mais um projeto perfeito!
«…ai de vós, os ricos…»
« Ai de vós, que agora estais saciados…»
« Ai de vós, que rides agora…»
« Ai de vós, quando todos os homens vos elogiarem…»
Sentiram como Jesus, o nosso Maninho Maior, nos arrasa como um vendaval numa tarde, de um dia de outono?
Quatro metas fundamentais que alimentam o nosso ego, a nossa prepotência e a nossa humanidade…
totalmente, desvalorizadas aos olhos do Senhor!
 Aventura-te! Sai da tua zona de conforto e vive!
Entrega o teu hoje e o teu amanhã ao cuidado e ao Amor do Nosso Deus.
Por ventura… duvidas da Sua infinita Misericórdia? Oh! e Ai! Que triste serás…
«Feliz o homem que pôs a sua esperança no Senhor.»
Há frases que jamais poderás esquecer!
Há momentos da tua vida em que verás a mão de Deus a empurrar-te,
e outros em que os pés de Deus irão segurar-te!
Mas, se aceitares Ser Bem-Aventurado, caminhar na estrada que o Pai trilhou para ti,
terás «o reino de Deus»… serás « saciado»… «haverás de rir»… Serás Feliz!
Pensa somente que tens de Ser Aventureiro… e serás recompensado!
O Pai ama-te! Tudo chegará a ti, no tempo certo, pela mão certa,
para consertar o teu plano e abrir-te à aventura de viveres com o coração. Liliana Dinis

VI DOMINGO COMUM C


domingo, 10 de fevereiro de 2019

BÊNÇÃO DOS MENINOS DE COLO

Concluiu-se hoje, 10 de Fevereiro, na paróquia de São Bento, a celebração de Bênção dos Meninos de Colo. Na paróquia de Alvados, já tinha acontecido, no dia 2, a coincidir com a Festa da padroeira Nossa Senhora da Consolação. Na paróquia de Mira de Aire celebrou-se no dia 3. No total mais de 35 crianças (com menos de 2 anos), ao colo dos seus pais, integraram-se nas comunidades que as acolheram com alegria e festivamente. 
Com estes gestos simbólicos, mas muito significativos, entende-se melhor - nos rosto e nas expressões inocentes destes pequeninos - que 'o céu está bem mais perto de nós do que imaginamos'. 
O gesto é, a um só tempo, de gratidão e de confiança. Gratidão pela dádiva dos filhos e confiança depositada nas mãos de Deus.
ALVADOS



MIRA DE AIRE




SÃO BENTO