DESTAQUE

A PROFISSÃO DE FÉ E A PRIMEIRA COMUNHÃO

O caminho da fé não cede às agruras do tempo.  Em ano pastoral tão diferente, tão cheio de recuos e avanços, tão marcado pelos sinais estran...

sábado, 13 de junho de 2020

XI DOMINGO A - A partir da Palavra

XI TC: «A seara é grande, 

mas os trabalhadores são poucos.» - Ano A

O trabalho dignifica o Ser humano.
Colocar a mão ao arado; Arribar barcos com redes que quase rompem com peixe;
Fazer-se ouvir com palavras que dão tranquilidade; Errar, mas assumir o erro e mudar de vida…
São gestos de quem trabalha e é chamado pelo Senhor da Vida.

Após aceitarmos o chamamento de Deus, não podemos permanecer no mesmo lugar, à mesma hora.
É urgente sair e mudar o rumo da nossa história pessoal, do nosso relacionamento com o Senhor.
Pertencemos ao Deus que nos dá a Vida e nos ama, como o Pastor que cuida das suas ovelhas.
Sabemos que do Pai receberemos a Misericórdia e a Bondade, sempre,

pois somos o Seu Povo muito amado.
Somos uma Igreja tão amada e querida que nos envia o Seu Próprio Filho para morrer por nós.
Jesus morre por cada um de nós, que somos pecadores, fracos e ímpios.
Mas, fomos justificados pela Redenção que sai do peito do Cristo,
para que a Reconciliação de cada Ser Humano com Deus,
se revele na maior prova de Amor que recebemos do Pai.

Hoje, é 11º domingo do tempo Comum, do Ano A e

S. Mateus recorda quando o Mestre o envia com os dozes:
«Naquele tempo, Jesus, ao ver as multidões, encheu-Se de compaixão…»
O Salvador chama os seus discípulos e dá-lhes um Trabalho.
Uma árdua e bela Missão que trouxe a Esperança ao mundo:
«Pelo caminho, proclamai que está perto o reino dos Céus.»

Nos nossos dias, continuamos a precisar (ainda com mais sôfrego) da Compaixão Divina!
Hoje, Jesus chama por mim e por ti, para partirmos e anunciarmos…
Para partirmos e curarmos aqueles que estão desalentados…
Para partirmos e levarmos no peito a Fé na Ressurreição Daquele que veio para Ser Vida em nós.

Ficar parado à espera de que a doença passe não é solução!
Há tanto caminho para endireitar e tantas pontes para edificar…
Somos preciosos aos olhos do Senhor e Ele quer de cada um de nós precisar.
Não podemos perder o metro que nos levará mais longe!

 Hoje, fomos chamados pelo mesmo Jesus
que fitou os Seus Discípulos
com aquele piscar de olhos doce e terno.
Ficar indiferente não é da nossa condição humana.
Hoje, cada um de nós pode fitar o outro
com um olhar que emite Paz, Serenidade e Compaixão.

Vamos juntos trabalhar na messe do Senhor?
Seguiremos dois a dois e levaremos no coração a cura para todos os males:
O Amor que vem Deus!

 

Liliana Dinis


XI DOMINGO COMUM (A)


sexta-feira, 12 de junho de 2020

UM DIA DE CORPO DE DEUS 'DIFERENTE'...2020

Diferente...mas vivido com intensa profundidade e vitalidade, nomeadamente na comunidade de Mira de Aire (é aqui que em cada ano se vive de modo muito peculiar esta festa). Pelas mãos dos quarentões'80 - mesmo sem a possibilidade de realizar a Procissão pelas ruas e com o tempo um pouco 'farrusco' - o exterior da Igreja tornou-se belo. Não enjeitaram a oportunidade de manter, por quanto possível, a beleza do dia com  a criação dum artístico painel verde e florido, representando o símbolo maior da Eucaristia. A Igreja ficou repleta - com as regras do tempo - de mirenses (e não só), que quiseram honrar Jesus Cristo, na celebração eucarística da solenidade. Com as condicionantes que se conhecem
Também Alvados celebrou, com o espaço da celebração cheio de fiéis, a Eucaristia comemorativa do Dia. E assim em São Bento, com bastante menos participantes, mas com a dignidade que a solenidade do «mistério da fé cristã» merecem. 
Eis o link da transmissão e alguns sinais fotográficos de Mira de Aire.

ver em 
https://youtu.be/bdJBmg-dXCo

ou

Meo Kanal -  TV MEO
tecla verde (comando)´
nº canal: 960816