sábado, 23 de maio de 2020

VII DOMINGO PÁSCOA A - ASCENSÃO


INFORMAÇÕES E PROPOSTAS CELEBRATIVAS EM FAMÍLIA - VII DOMINGO PÁSCOA (ASCENSÃO)

E eis-nos a aproximar-nos do fim do tempo litúrgico da Páscoa: Neste sétimo domingo fazemos memória celebrativa da Ascensão de Jesus ao Céu. No próximo domingo conclui-se a Páscoa com a solenidade de Pentecostes. 
Este domingo é desde há bastantes anos ligado ao Dia Mundial das Comunicações Sociais. Como cristãos hoje relembramos e voltamos a comprometer-nos pela verdade, aquela que inclui a esperança e o bem comum. Comprometer-nos com uma conduta firme e sincera pela vida, em todos os eus estádios.
Como diz o Papa Francisco, na carta para este dia quando afirma que desde sempre o ser humano precisa de ‘tecer histórias…mas nem todas as histórias são boas…Há uma que é a História das história, é uma história que se renova e nos renova. Ela tem o centro e Jesus Cristo’.

Hoje, sou eu, és tu, somos nós os protagonistas desta História. Maria, a mãe, nos ajude a ‘contar’ esta História com a nossa própria vida e testemunho... Sem medos!
---------------------------------------------------------------------


* Além da proposta já habitual da Eucaristia, a partir da Igreja de Mira de Aire, às 11.30h, via facebook 
* Continuamos a rezar diariamente o Terço (na Igreja Paroquial de Mira de Aire) 
Tudo isto via facebook: https://www.facebook.com/mialsb (Paroquias de Alvados Mira de Aire e São Bento) ou https://www.facebook.com/leaosadio/ (luis ferreira).

* A Igreja paroquial de Mira de Aire está aberta, entre as 9 e as 17h (segunda a sábado). Não haverá qualquer celebração, por enquanto, mas respeitando as regras que já se conhecem, quem desejar poderá entrar para rezar em silêncio. 
          - utilização obrigatória de máscara
          - desinfecção das mãos ao entrar
          - não tocar objectos religiosos (ou imagens)
          - não manter conversas dentro do espaço

* No próximo fim-de-semana retomam-se algumas celebrações. Por enquanto seremos prudentes, também por todas a implicações e exigências de organização, limpeza e higienização dos espaços. Nesse sentido haverá as seguintes celebrações da Eucaristia. 
: na Igreja de Mira de Aire, no dia 30 às 18h e 31 às 11.30h.
: na Igreja de Alvados, no dia 31 às 10h
: na Igreja de São Bento, no dia 31 às 11.30h

: a partir do dia 1 de Junho celebra-se a missa diária na Igreja Paroquial de Mira de Aire, às 18h

* No dia 31 de Maio, domingo, se o tempo permitir, faremos o ENCERRAMENTO DO MÊS DE MARIA, no exterior da Igreja de Mira de Aire, pelas 21h. Quem desejar poderá participar, segundo as regras do distanciamento, em redor do Largo da Igreja.

* Terça-feira, dia 26 o Cartório estará aberto

----------------------------------------------------------------------------------------

sábado, 16 de maio de 2020

PROPOSTAS CELEBRATIVAS EM FAMÍLIA - VI DOMINGO PÁSCOA

Sem nos darmos conta já vamos no VI Domingo da Páscoa. No próximo celebramos a Ascensão de Jesus. Em tempo pascal, além da paz que o Ressuscitado oferece como maior dom, tudo nos vai indicando a missão que os amigos de Cristo - com a luz do Espírito Santo - tem por diante: dar testemunho e anunciar a Boa Nova, sempre arreigados nas 'razões da esperança' que a confiança em Jesus nos oferece. 

* Além da proposta já habitual da Eucaristia, a partir da Igreja de Mira de Aire, às 11.30h, via facebook 
* Continuamos a rezar diariamente o Terço (na Igreja Paroquial de Mira de Aire) 
Tudo isto via facebook: https://www.facebook.com/mialsb (Paroquias de Alvados Mira de Aire e São Bento) 
* Prevemos que a Igreja paroquial de Mira de Aire esteja aberta, a partir desta segunda-feira, entre as 9 e as 17h. Não haverá qualquer celebração, mas respeitando as regras que já se conhecem, quem desejar poderá entrar para rezar em silêncio. 
          - utilização obrigatória de máscara
          - não tocar objectos religiosos (ou imagens)
          - não manter conversas dentro do espaço
* Embora ainda se esteja a organizar (e por isso com as condicionantes próprias do tempo presente) e sujeito a alguma alteração prevê-se que haja celebração da Eucaristia 
: na Igreja de Mira de Aire, no dia 30 às 18h e 31 às 11.30h.
: na Igreja de Alvados, no dia 31 às 10h
: na Igreja de São Bento, no dia 31 às 11.30h

---------------------------------------------------------------------------------------------




Liturgia Familiar | VI Domingo da Páscoa A 2020
SAUDAÇÃO

Guia: Este é já o Sexto Domingo da Páscoa, destes cinquenta dias, que são como que um só Domingo. Estamos ainda confinados em nossas casas, privados do encontro feliz com os cristãos, no seio da comunidade cristã. Mas haja alegria. Haja esperança. Não estamos órfãos, nem sozinhos. Em cada casa, onde se reúnem dois ou três em nome de Cristo, aí habita o Espírito Santo. Ele está em nós e habita o coração de cada um dos batizados:
Todos: Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Ámen.

PEDIMOS PERDÃO

[cada membro da família é convidado a lavar os olhos]

Um dos membros da família: Senhor, lava os meus olhos da tristeza e da solidão, para reconhecer a presença invisível do Espírito Santo, que me torna capaz de guardar o mandamento novo do amor. Todos: Ámen.

Um dos membros da família: Cristo, lava os meus olhos das vistas curtas, e faz-me ver que já não me basta ser batizado em Teu nome, mas que preciso de abrir o coração ao dom e à unção do Espírito Santo. Todos: Ámen.

Um dos membros da família: Senhor, lava os meus olhos da tristeza e do desencanto, para que a alegria da fé irradie do meu coração e eu me torne portador de esperança e servidor do amor. Todos: Ámen.


ACOLHEMOS A PALAVRA

[Ver/ouvir a primeira parte do vídeo/áudio disponíveis: 
https://bit.ly/2yYkjt6
 Quem não tem acesso aos meios digitais pode ler o texto em anexo]

Leitura do Santo Evangelho segundo São João [capítulo 14, versículos 15 a 21]

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se Me amardes, guardareis os meus mandamentos. E Eu pedirei ao Pai, que vos dará outro Paráclito, para estar sempre convosco: Ele é o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê nem O conhece, mas que vós conheceis, porque habita convosco e está em vós. Não vos deixarei órfãos: voltarei para junto de vós. Daqui a pouco o mundo já não Me verá, mas vós ver-Me-eis, porque Eu vivo e vós vivereis. Nesse dia reconhecereis que Eu estou no Pai e que vós estais em Mim e Eu em vós. Se alguém aceita os meus mandamentos e os cumpre, esse realmente Me ama. E quem Me ama será amado por meu Pai e Eu amá-lo-ei e manifestar-Me-ei a ele»..

[Ver/ouvir a segunda parte do vídeo/áudio... https://bit.ly/2yYkjt6]

PARTILHAMOS A PALAVRA

Guia: A promessa do Espírito Santo garante a presença certa e contínua de Deus na nossa vida. Aparentemente, estamos desamparados porque o mundo não é capaz de ver a ‘nova’ presença, mas o Espírito da verdade, sustenta-nos interiormente e jamais nos abandona. Nunca sozinhos! A Páscoa dá-nos «um direito fundamental, que não nos será tirado: o direito à esperança» (Papa Francisco). A esperança que vem de Deus.
O que parece invisível, um vírus, é capaz de fazer grandes estragos. Podemos também acreditar que a suposta invisibilidade de Deus não contradiz a sua existência. Até quando, ao redor tudo está em rebuliço, sentimo-nos seguros, somos sustentados por Deus. Sentes que o Espírito Santo habita em ti? Como é que o experimentas?

A presença viva e vivificadora do Espírito Santo, abre para nós a janela da esperança. Hoje, como ontem, Jesus Cristo vive em nós e na comunidade através do seu Espírito: como alimento da nossa esperança; como luz que esclarece as nossas dúvidas e dissipa os medos; como força que nos anima nas dificuldades e adversidades quotidianas; como ar que nos acalma e enche de coragem; como fogo que nos inflama de entusiasmo; como amor que nos impele a cuidar dos outros e a fazer do mundo um lugar de fraternidade.

PRECES

Guia: O Espírito Santo vem em auxílio da nossa fraqueza, porque não sabemos pedir como convém. Impelidos e inspirados por Ele, confiemos ao Senhor, as preces desta família, de todo o Seu Povo, reunido em oração.  E digamos:
Todos: Habite em nós o Espírito do teu amor!

1.        Pela Igreja: anuncie, por toda a parte, Jesus Cristo, única esperança de um mundo novo. Nós te pedimos: Habite em nós o Espírito do teu amor!
Todos: Habite em nós o Espírito do teu amor!

2.        Pelos governantes: sejam iluminados pelo Espírito Santo, na procura de novas respostas aos novos desafios. Nós te pedimos: Habite em nós...
Todos: Habite em nós o Espírito do teu amor!

3.       Pelos que só foram batizados: guardem a Palavra e sintam o desejo de se preparem para receber a unção do Espírito Santo, no Sacramento do Crisma. Nós te pedimos: Habite em nós o Espírito do teu amor!
Todos: Habite em nós o Espírito do teu amor!

4.       Pela nossa família, mas sobretudo pelas que estão afetadas e perturbadas pela presente pandemia: a consciência de que todos somos frágeis, precisos e preciosos, nos humanize e nos ajude a viver como irmãos. Nós te pedimos! Todos: Habite em nós o Espírito do teu amor!

5.       [acrescenta a tua intenção]. Nós te pedimos:
Todos: Habite em nós o Espírito do teu amor!

PAI-NOSSO
Guia: Ó Maria, aurora do mundo novo, confiamos-te a causa da vida. Faz com que todos aqueles que creem no teu Filho alcancem a graça de o acolher como um dom sempre novo, a alegria de o celebrar com gratidão em toda a sua existência, e a coragem para o testemunhar com laboriosa tenacidade. Todos: Ámen.

COMPROMISSO
Um dos membros da família: Vamos oferecer aos outros as razões da nossa esperança, através do testemunho de uma vida bela, transformada pelo encontro com Jesus Cristo. Quando virem a nossa alegria no serviço aos outros, perguntarão: «Por que viveis assim?». Podemos ser corajosos e, em família, encontrar formas criativas para testemunhar a nossa esperança. Antes de mais, vamos (continuar a) rezar, todos os dias, em família?

Guia: Bendigamos o Senhor!
Todos: Graças a Deus!

VI DOMINGO PÁSCOA A



quarta-feira, 13 de maio de 2020

13 DE MAIO - CANTEMOS 'AVÉ-MARIA'

Nas crianças estão as maiores surpresas, também em 13 de Maio. A simplicidade e, porém, a alegria efusiva dos mais pequenos que cantam e 'contaminam' a multidão.







terça-feira, 12 de maio de 2020

DOZE DE MAIO 2020 - O recato com maria, em Fátima

Leiam este, a meu ver, belíssimo texto que ilumina e nos anima neste 12 de maio. Como nunca, pois nunca aconteceu, este é 12 de Maio diferente de todos os 12 de Maio que conheci (que conhecemos). Fátima acolhe-nos com o coração e não com o corpo!  Leiam, faz bem à nossa alma e ao nosso espírito cristão. Pode parecer um texto longo, mas não é!
--------------------------------------------------





sábado, 9 de maio de 2020

NA SEMANA DA VIDA (10-17 de Maio)





A FRAGILIDADE HUMANIZA A VIDA

“Re-conhecer e aceitar a própria fragilidade e cuidar das fragilidades em que ela se manifesta torna a pessoa mais humana, é condição indispensável de humanização pessoal.
Conhecer e aceitar a fragilidade do outro, suportar, acolher e perdoar as suas consequências e cuidar das fragilidades em que ela se manifesta, ajuda o outro a ser mais humano e humaniza as relações, que se tornam fonte de humanização. Isto é particularmente relevante para a vida das famílias.
Cuidar dos mais frágeis humaniza-os, humaniza aquele que cuida e humaniza a sociedade. A qualidade humana de uma sociedade avalia-se na qualidade dos dinamismos de solicitude e estratégias de cuidado dos seus membros mais frágeis.
Só é verdadeiramente humana uma sociedade compassiva, capaz de promover a justiça social e os mecanismos da solidariedade que a reequilibrem quando as consequências da fragilidade humana partilhada por todos se abatem sobre alguns.”

Comissão episcopal



V DOMINGO PÁSCOA (A) - Pensamento


PROPOSTAS CELEBRATIVAS EM FAMÍLIA - V DOMINGO DA PÁSCOA


Pode não parecer, mas o tempo vai 'voando' e já estamos no quinto domingo depois da Páscoa.
Embora a nossa vida cristã esteja 'limitada' no seu exercício comunitário a algumas ferramentas digitais e que têm proliferada em todas as comunidades, pelo mundo fora, e com uma 'criatividade' que surpreende...é evidente que as nossas semanas e dias têm sido cheiinhos de momentos e acontecimentos de fé. Só quem quis e quer afastar-se da vivência regular da sua fé é que inventou desculpas, que mais não serão do que alguma preguiça, apego ao sofá (agora um sofá de recosto direito, pois já pode cansar outro tipo...), e pouca convicçao e amor ao dom que nos foi confiado desde o nosso baptismo. É evidente que nos falta o ‘pão da Eucaristia’, do sentir que somos família que se encontra…e isso dá-nos o sabor agro de um vazio que esperamos possa ser preenchido logo que possível. Dito isto
vem aí outra semana repleta de motivos para celebrar, rezar, escutar, conversar, contemplar e agir (conforme as limitações que temos).
1.     Estamos às portas da Semana da Vida, que decorrerá de 10 a 17 de maio. O tema da semana está bem afinado por estes tempos que vivemos: a fragilidade humaniza a vida.
2.     Por estes dias (12 e 13) faremos também uma peregrinação do coração a Fátima. 
3.     no dia 15 celebraremos o Dia Internacional da Família.
4.     4.Continuamos a transmitir a celebração da Eucaristia, aos domingos, às 11.30
5.     Continuamos a rezar diariamente o Terço (na Igreja Paroquial de Mira de Aire) via facebook: https://www.facebook.com/mialsb (Paroquias de Alvados Mira de Aire e São bento) ou https://www.facebook.com/leaosadio/ (luis ferreira) . Esta semana vamos também envolver alguns membros das comunidades de Alvados e São Bento

É em família que vivemos e celebramos o domingo, dia do Senhor. 
Desde já damos algumas luzes para alguns destes acontecimentos de fé. Comecemos pela celebração deste domingo.

V DOMINGO PASCOA


LITURGIA FAMILIAR
A primeira coisa é preparar o ambiente e distribuir as tarefas pelos membros da família. colocar num espaço (mesa ou pequeno altar): vela acesa, cruz, imagem, nestes tempo a imagem de Nossa Senhora (talvez de Fátima)


SAUDAÇÃO PAI OU MÃE:
Unidos a Cristo, celebramos os louvores de Deus cuidando e oferecendo a nossa vida pelos outros. Na união das nossas vozes e dos nossos corações, nesta ‘igreja doméstica’ que é a nossa família, também se exprime a unidade de toda a Igreja, que tem Jesus Cristo como pedra angular. Celebramos com alegria o Domingo da Páscoa do Senhor: Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amen.
----------------------------------
PEDIMOS PERDÃO [cada membro da família é convidado a lavar os olhos] Esta água, com que lavamos os nossos olhos, nos ajude a reviver a graça do Batismo, que faz de nós geração eleita, sacerdócio santo, pedras vivas da Igreja de Jesus Cristo. FILHO/A: Senhor, abre os meus olhos para Ti, para que eu te reconheça como o Caminho a seguir! Cristo, abre os meus olhos para Ti, para que eu te reconheça como a Verdade que liberta! Senhor, abre os meus olhos para Ti, para que eu te reconheça como a Vida em abundância!
-----------------------------------
ACOLHEMOS A PALAVRA [Ver/ouvir a primeira parte do vídeo/audio disponíveis no Laboratório da fé; Quem não tem acesso aos meios digitais pode ler o texto em anexo]
----------------------------------------
LEITURA DO SANTO EVANGELHO SEGUNDO SÃO JOÃO [capítulo 14, versículos 1 a 12] Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Não se perturbe o vosso coração. Se acreditais em Deus, acreditai também em Mim. Em casa de meu Pai há muitas moradas; se assim não fosse, Eu vos teria dito que vou preparar-vos um lugar? Quando Eu for preparar-vos um lugar, virei novamente para vos levar comigo, para que, onde Eu estou, estejais vós também. Para onde Eu vou, conheceis o caminho». Disse-Lhe Tomé: «Senhor, não sabemos para onde vais: como podemos conhecer o caminho?». Respondeu-lhe Jesus: «Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por Mim. Se Me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. Mas desde agora já O conheceis e já O vistes». Disse-Lhe Filipe: «Senhor, mostra-nos o Pai e isto nos basta». Respondeu-lhe Jesus: «Há tanto tempo que estou convosco e não Me conheces, Filipe? Quem Me vê, vê o Pai. Como podes tu dizer: ‘Mostra-nos o Pai’? Não acreditas que Eu estou no Pai e o Pai está em Mim? As palavras que Eu vos digo, não as digo por Mim próprio; mas é o Pai, permanecendo em Mim, que faz as obras. Acreditai-Me: Eu estou no Pai e o Pai está em Mim; acreditai ao menos pelas minhas obras. Em verdade, em verdade vos digo: quem acredita em Mim fará também as obras que Eu faço e fará obras ainda maiores, porque Eu vou para o Pai». [Ver/ouvir a segunda parte do vídeo/audio...]
----------------------------------------
PARTILHAMOS A PALAVRA
Por estes dias, o que mais ouvimos é que, enquanto não houver vacina, não poderemos voltar à normalidade. ‘Normal’ entende-se fazer o mesmo que antes da pandemia. Ávidos e absorvidos pela pressa do ‘normal’, parece que nos esquecemos: primeiro, esse normal nunca mais volta; segundo, reconhecemos um ‘mundo doente’, e queremos voltar ao mesmo, perder a oportunidade de renovação. Jesus Cristo, no evangelho, lembra que já conhecemos o caminho. Ainda estamos, como Filipe, à espera de uma solução mágica ou que outros façam o que nos compete para mudar de rumo em direção a Deus? Podemos assumir a nossa missão de ‘pedras vivas’ para construir uma nova ‘casa’, ao estilo de Jesus Cristo. A incerteza deste tempo, não nos retire a confiança: «não se perturbe o vosso coração». Hoje, abramos também a janela da compaixão e da misericórdia, Com esta pandemia, tomamos consciência de que somos todos frágeis, todos necessários, todos importantes, todos carecidos de Deus e todos carentes dos outros.
Somos ‘pedras vivas’, mesmo se as nossas estruturas estão de portas fechadas. O mistério e a vida da Igreja não se confinam ao seu espaço físico. Em casa, cada casal que se eleva o coração para Deus, cada família que se reúne em nome de Jesus Cristo, formam um ‘templo espiritual’, onde se manifesta a presença do Senhor.
--------------------------
PRECES
No início desta Semana da Vida, descobrimo-nos preciosos nas nossas fragilidades. Por Jesus Cristo, e pela mediação materna de Maria, confiemos a Deus, nosso Pai, as nossas preces, dizendo: Deus Pai, transforma o nosso coração!

> Pela Santa Igreja, edifício espiritual em construção: acolha o desafio à renovação, a partir de Cristo, seu único fundamento, sua pedra angular. Nós te pedimos: Deus Pai, transforma o nosso coração!

> Pelos diáconos, fiéis ao serviço da Palavra e dos pobres: sejam um sinal vivificante da Igreja, de modo que ninguém fique para trás. Nós te pedimos: Deus Pai, transforma o nosso coração!

> Pelos que andam perturbados, pelo medo e pela desconfiança, em relação ao futuro, por causa desta pandemia: ponham em Ti a sua confiança e em Jesus Cristo encontrem o Caminho, a Verdade e a Vida. Nós te pedimos: Deus Pai, transforma o nosso coração!

> Pela nossa família e todas as famílias cristãs: vivamos este tempo novo como oportunidade de renovação inadiável, para reativar o nosso sacerdócio batismal, por meio da oração, da catequese, da celebração e da partilha. Nós te pedimos: Deus Pai, transforma o nosso coração! >

[acrescenta a tua intenção].

Nós te pedimos: Deus Pai, transforma... Ó Maria, aurora do mundo novo, confiamos-te a causa da vida. Faz com que todos aqueles que creem no teu Filho saibam anunciar com desassombro e amor o Evangelho da vida. Amen.

COMPROMISSO
Vamos dispor a nossa agenda, de modo a acompanhar as celebrações dos dias doze e treze, em Fátima. Podemos fazer a ‘peregrinação do coração’ (www.fatima.pt). Depois, no dia 15, entre as 21h e as 21h30, para assinalar o Dia Internacional da Família, podemos participar na vigília de oração, unidos a todas as dioceses (através da Agência Ecclesia). Bendigamos o Senhor! TODOS: Graças a Deus!
-----------------------------------------------------------------------

(quem tiver uma viola – ou mesmo sem – pode cantar um cântico de alegria, aleluia)

domingo, 3 de maio de 2020

NO DIA MUNDIAL DAS VOCAÇÕES (IV Domingo da Páscoa)

Neste dia do Bom Pastor, colocamos nas mãos e no coração de Jesus, a nossa oração pelas vocações, sacerdotais, religiosas e de cada vida humana. Cada um tem uma missão a realizar neste vida de peregrinação. Ninguém anda qui 'por acaso' ou 'por acidente'. Trata-se de considerar que durante a vida é fundamental realizar um 'discernimento' - avaliar, reflectir, propor - escolhas. E fazer sempre a pergunta: quem melhor nos pode ajudar, quem pode ser um(a) bom(boa) conselheiro, exemplo, modelo? Em quem posso confiar e pedir apoio?
Jesus propõe-se com a sua vida e a sua Palavra! Rezemos pelas vocações:


HOJE - 3 MAIO 2020 - É DIA DA MÃE


sábado, 2 de maio de 2020

PROPOSTA PARA CELEBRAÇÃO EM FAMÍLIA - IV Domingo Páscoa A

distribuir as tarefas pelos membros da família. colocar num espaço (mesa ou pequeno altar): vela acesa, cruz, imagem-

IV DOMINGO PASCOA

SAUDAÇÃO

Guia: Hoje é domingo, o primeiro dia da semana, o dia da Ressurreição. O domingo é a nossa Páscoa semanal. O dia do nosso encontro com Cristo Ressuscitado. Hoje, é o Domingo do Bom Pastor, Dia Mundial de Oração pelas Vocações. É também Dia da Mãe. As quatro palavras associadas pelo Papa Francisco à vocação retratam, de modo perfeito, a vocação de mãe: a fadiga, de que nunca se queixam, porque quem ama não cansa nem se cansa; a coragem de dar à luz e de enfrentar as dificuldades sem fugir à missão; a gratidão, para dizer ‘obrigado’ pelas nossas mães; o louvor ao Senhor, pela Mãe de todas as mães, Maria. Iniciemos como ‘igreja doméstica’ esta oração: Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.
Todos: Ámen.

PEDIMOS PERDÃO

[cada membro da família é convidado a lavar os olhos e a rezar:] Senhor, a água, fonte de vida, recorda o meu Batismo, porta da vida em abundância, que só tu me podes oferecer. Abre-me os olhos para eu sair e te ver lá fora em todos os que encontrar.
Todos: Ámen!

ACOLHEMOS A PALAVRA

[Ver/ouvir a primeira parte do vídeo/áudio disponíveis em  https://bit.ly/2VU6x3y
. Quem não tem acesso aos meios digitais pode ler o texto seguinte]

LEITURA DO SANTO EVANGELHO SEGUNDO SÃO JOÃO
[capítulo 10, versículos 1 a 10]

Naquele tempo, disse Jesus: «Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que não entra no aprisco das ovelhas pela porta, mas entra por outro lado, é ladrão e salteador. Mas aquele que entra pela porta é o pastor das ovelhas. O porteiro abre-lhe a porta e as ovelhas conhecem a sua voz. Ele chama cada uma delas pelo seu nome e leva-as para fora. Depois de ter feito sair todas as que lhe pertencem, caminha à sua frente e as ovelhas seguem-no, porque conhecem a sua voz. Se for um estranho, não o seguem, mas fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos». Jesus apresentou-lhes esta comparação, mas eles não compreenderam o que queria dizer. Jesus continuou: «Em verdade, em verdade vos digo: Eu sou a porta das ovelhas. Aqueles que vieram antes de Mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os escutaram. Eu sou a porta. Quem entrar por Mim será salvo: é como a ovelha que entra e sai do aprisco e encontra pastagem. O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir. Eu vim para que as minhas ovelhas tenham vida e a tenham em abundância».

[Ver/ouvir a segunda parte do vídeo/áudio...]

 PARTILHAMOS A PALAVRA

O tempo atual é uma oportunidade: a abstinência dos sacramentos e atividades não será um acelerador do novo rosto da Igreja, que o Bom Pastor quer para este tempo novo? Este sinal provocador dos edifícios paroquiais com as portas fechadas tornou-se um desafio a abrir novas janelas, na casa dos cristãos, para aí mesmo se edificar e solidificar a ‘igreja doméstica’. Em Dia Mundial das Vocações, a Igreja aberta em tantas ‘igrejas domésticas’, lembra o quanto é preciso ativar o sacerdócio batismal de todos os cristãos. Que belo é quando os casais se dão conta da presença de Cristo e, em família, aprendem a rezar, a escutar a Palavra e a celebrar a vida cristã. Que oportunidade extraordinária para os pais descobrirem a sua missão, como primeiros educadores cristãos. Eis a vida em abundância que nos é prometida por Jesus Cristo! Neste ‘episódio’, propomos que abras a janela da audácia e valentia: não baixes os braços; olha em frente e mais longe; aceita o desafio; ousa ser mais.

PRECES

Guia: A Cristo, Bom Pastor, Porta da Vida e do Reino, confiamos as nossas preces, neste Dia Mundial de Oração pelas Vocações e Dia da Mãe. Rezemos: Bom Pastor, dá-nos a vida em abundância!

1.       Pela Igreja: tendo as portas fechadas, saiba sair, com coragem, pelas aldeias e cidades, como Mãe atenta, de coração aberto a todos, com a sua vida fatigante. Nós te pedimos: Bom Pastor, dá-nos a vida...
2.      Pelos governantes: valorizem a missão humanizadora das mães, no seio da família e na sociedade, e protejam aquelas que geram os filhos, nestes tempos mais difíceis. Nós te pedimos: Bom Pastor, dá-nos a vida...
3.      Pelas vítimas atribuladas desta pandemia e pelos que lutam contra ela, até ao extremo do amor: nunca lhes falte a coragem pessoal da entrega e a gratidão colaborante de todos. Nós te pedimos: Bom Pastor, dá-nos...
4.      Pela nossa família: façamos da vida recebida e oferecida um hino de gratidão e de louvor ao teu amor. Nós te pedimos: Bom Pastor, dá-nos...

 [acrescenta a tua intenção] Nós te pedimos: Bom Pastor, dá-nos a vida...

Guia: Vem, Senhor Jesus, bom e belo Pastor, caminha connosco. Abre os nossos ouvidos e o nosso coração à tua voz que acalma, chama e envia. Dá firmeza ao nosso caminhar, infunde em nós a tua coragem, ensina-nos a reconhecer em cada dificuldade, em cada momento de dor ou de incerteza, a tua presença que dissipa todo o medo. Aceita a nossa gratidão e o nosso louvor, Senhor Jesus, bom e belo Pastor. Ámen.

COMPROMISSO

Guia: Vamos colocar a imagem de Maria ou da Sagrada Família no nosso ‘altar’ (mesa, toalha branca, Bíblia, vela, flores). Maio, ‘mês de Maria’, convida-nos a rezar o ‘terço’ (ou, pelo menos, uma ‘dezena’): é um modo de viver o Evangelho com os olhos de Maria. Juntos ou sozinhos, o segredo, diz o Papa, está em rezar com simplicidade. Esta casa pode ser um ‘Cenáculo’, lugar de confinamento, oportunidade para o recolhimento e a oração. Gravemos uma dezena do Rosário (1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias e partilhemos o vídeo com a nossa Paróquia)-

Bendigamos o Senhor!
Todos: Graças a Deus!

 (quem tiver uma viola – ou mesmo sem – pode cantar um cântico a Nossa Senhora)


oração para a bênção da mesa no dia da mãe

P. Ressuscitou o Bom Pastor, que nos prepara a mesa e nos dá a vida em abundância. Aleluia.
R. Aleluia. Aleluia.

P. Senhor, nosso Deus, Tu reúnes esta família, à volta desta mesa, para festejar o Dia da Mãe. Agradecemos-Te o dom da Tua Mãe, Maria, e n’Ela o dom maravilhoso de cada mãe, sem as quais a Vida não se manifesta. Aleluia.
R. Aleluia. Aleluia.

P. Acolhe, Senhor, no Teu abraço materno, as mães que já partiram e junto de Ti continuam a velar pelos filhos; protege as mães que vivem sós, as mães que estão doentes ou vivem sob o cuidado de outrem. E abençoa as mães que permanecem firmes, junto de nós, em nossa casa, à nossa mesa, e testemunham a bela vocação de dar a Vida pelos seus filhos. Aleluia.
R. Aleluia. Aleluia.

P. Abençoa, Senhor, as nossas mães: ampara a fadiga incansável da sua dedicação; fortalece a sua coragem invencível mesmo nos piores momentos; recompensa a gratuidade constante do seu serviço desinteressado e contagia-nos com o seu sentido profundo de fé e do louvor a Ti. Aleluia.
R. Aleluia. Aleluia.

P. Que a alegria desta mesa e a graça deste dia atraia a presença materna de Maria e nos desperte a fome e a sede do Pão e do Vinho da Eucaristia. Aleluia.

R. Aleluia. Aleluia.

IV DOMINGO PÁSCOA A