sábado, 25 de abril de 2020

PROPOSTA PARA CELEBRAÇÃO EM FAMÍLIA - III DOMINGO PÁSCOA


distribuir as tarefas pelos membros da família. colocar num espaço (mesa ou pequeno altar): vela acesa, cruz, imagem-

III DOMINGO PÁSCOA A - A partir da Palavra

III  PÁSCOA: 
«…Jesus aproximou-Se deles e pôs-Se com eles a caminho.»~

SEMANA DAS VOCAÇÕES (2020)

SEMANA DAS VOCAÇÕES

Não fora o desassossego que esta pandemia nos veio trazer e haveriamos de celebrar e viver com 'ênfase' esta semana que agora inicia.
Mesmo assim, não nos deixemos aquietar ou azerar no que diz respeito às etapas que como cristãos costumamos celebrar cada ano.
Rezemos nesta semana, mais recatados, mas com ânimo, louvor a gratidão a Deus pelo dom das vocações, todas elas... dirigindo a nossa mente e o nosso coração de modo mais intenso e profundo para aqueles e aquelas que entregam toda a vida ao serviço do Evangelho, num seguimento mais próximo de Cristo.
Aqui vão algumas notas (incluindo uma bela carta do Papa Francisco e a oração própria para rezar em cada dia da semana).
------------------------------------------------

III DOMINGO PÁSCOA A


quinta-feira, 23 de abril de 2020

UMA SÓ CRUZ, UM SALVADOR...MUITAS MANEIRAS



A criatividade foi, em muitas casas, coisa que não faltou perante o desafio lançado de colocarmos a 'cruz' no centro da nossa Páscoa 'caseira'. Já que não foi possível 'sair' das nossas casas para celebrar o grande acontecimento pascal, que perdura desde os primórdios e pelos séculos, até hoje, nem sequer podemos cantar todos a alegria do Aleluia...então cada um deu 'asas' à sua arte e engenho. Assim foi um modo bonito de valorizar e compreender como a cruz pode ser apresentada de muitos modos, desde o seu 'rosto' sofredor, despido até à beleza que ela encerra, quando é sinal duma 'sabedoria' e dum amor maior.                                                                                                                
Aqui se retrata um pouco do que bastantes fizeram, entre o domingo de Ramos e o dia da Páscoa com 'cruz'. 
E A PÁSCOA CONTINUA, PORQUE A VIDA É MAIS FORTE QUE A MORTE!
Ai vão os links e a várias possibilidades de visualização (para os que ainda não tiveram a oportunidade de ver):


*    https://video214.com/play/btC4bpACItJeBJGmbNacDw/s/dark   ou  https://bit.ly/3bs8FEM


*          ou   https://bit.ly/3eLgUOr


 MEO KANAL (tecla verde do comando televisivo), canal 514886



quarta-feira, 22 de abril de 2020

segunda-feira, 20 de abril de 2020

FAMÍLIA...FORÇA!


Isto não está fácil...O Covid anda a atingir.nos, não só no calcanhar, mas tenta começar a açambarcar todo e corpo e não só! Há muitos sinais de saturação, também no seio das famílias, nos mais 'sós' que precisam de respirar ar puro! As 'quarentenas' podem ultrapassar os dias previstos, até mais de 40 dias!
Tenho a impressão de que precisamos quase todos de vitaminas suplementares, além da C, D, e A...! O Covid parece que quer dar-nos ‘cabo do juízo’ e da paciência. Mas nós temos de ser mais robustos que ele e vencê-lo!
Além dessas vitaminas partilho convosco, com todos (porque cada um tem uma família), um pensamento bem a propósito do nosso amigo Papa Francisco:
--------------------------------------------------------------------
FAMÍLIA, LUGAR DE PERDÃO...
Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita nem temos filhos perfeitos. Temos queixas uns dos outros. Decepcionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão. O perdão é vital para nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família se torna uma arena de conflitos e um reduto de mágoas.
Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma nem comunhão com Deus. A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente.
E por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de adoecimento; palco de perdão e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença.
Papa Francisco.