terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

DISSERTAÇÕES, COM POUCO INTERESSE?

DISSERTAÇÕES:COM POUCO INTERESSE?
ACABOU-SE O CARNAVAL…E AGORA?
Terminaram, pelo menos para alguns, as ‘folias’ e ‘tropelias’ do Carnaval. Há quem ingenuamente desejasse um Carnaval continuado, mas também há quem não ache piada nenhuma a este ‘desmascaramento’ que são ‘as máscaras’! Houve um pouco de tudo, com muitas pitadas de alegria e riso, de arte, de alguns exageros – a meu ver - (nos gastos e nas ‘fantasias’). Eu estou aqui um pouco pelo meio, não me importo e, embora não seja um fã de primeira água, apreciei a muita criatividade. Talvez não pareça, mas passei uns dias e umas noites em cheio: uma noite muito ‘rica’ de BP (não é a gasolina, é Baden Powell, o fundador dos Escuteiros) com os Escuteiros em Alvados, trajados com algum rigor carnavalesco; num dos dias até fui ver e apreciar o ‘famoso’ Corso em Mira de Aire – foram todos muito divertidos, mas (talvez por um dos meus lados mais sentimentais e apreciadores da natureza) deixem-me favorecer um pouquinho a arte tão singela e tão bonita da APAEMAA (acho que é assim que se diz); também me fartei de rir com os meus amigos Cercalenses onde também houve arte qb e muita alegria – à volta daquele chouricinho assado à maneira… Isto foi o meu ‘cheirinho’ de Carnaval, mas sei que houve muito mais, entre engenhocas, ‘geringonças’ e pura arte, noitadas e muitas ‘minis’ (até esgotar). Eu também alinhei – nas minis - um bocadinho, no Cercal… só um bocadinho!
Mas…e agora? Seremos capazes de repor serenidade e normalidade? Há quem diga que ‘a vida são dois dias e o Carnaval três’, mas isso é mentira (é como aquelas notícias falsas que agora proliferam por aí no facebook…).
Agora é tempo de alguns ‘alertas’, de estar atentos, de valorizar outras dimensões da vida, de – em certo modo – tirar a máscara. E para isso é necessária mais a ousadia, a coragem, a têmpera! Afugentar a preguiça, deixar de lado a indiferença, ver bem fundo as próprias ‘fragilidades’ e incongruências… e depois arribar! Nós chamamos a isto conversão, mudar o que está mal, não ser como a avestruz que mete a cabeça debaixo da areia para tentar iludir a realidade! Tudo isto em função da alegria mais plena, duma Páscoa que também nos deveria juntar a todos na grande festa da VIDA RESSURGIDA.
De vez em quando penso (sim, porque de vez em quando também penso!) : como é fácil (pelo menos parece) unir-se para brincar, no sentido de favorecer a amizade (e às vezes alguma vaidade) e valorizar esta dimensão –a alegria e a amizade - tão importantes da vida. Isso, segundo o meu parecer, é muito bom.
Mas e depois? Não se é tremendamente individualistas quando se trata de ‘dar mão àquele que precisa’, de ‘dar o braço a torcer’, de ‘olhar mais longe e ver Alguém que – como uma boa mãe e um bom pai – nos alerta e chama a atenção?
Eis a Quaresma cristã. Quem quiser poder fazer deste tempo uma graça, um tempo de reencontrar e acertar eventuais caminhos perdidos, acertar a bússola para não estragar ‘toda’ a vida!
Acabou-se o Carnaval e agora? Ainda há algum tempo disponível ou gastei tudo (até todo o tempo)?
Isto tudo só para dizer que amanhã é quarta-feira de cinzas. Cinzas, sinal frágil, que (para além de servir para coar e dar cor aos tremoços), é um sinal de humilde confiança n’Aquele que pode fazer por mim, por ti, por nós…muito mais do que se imagina! A criatividade de Deus supera em muito a nossa!
Padre Luis

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

VEM AÍ O TEMPO QUARESMAL - 1 MARÇO - QUARTA-FEIRA DE CINZAS

Sem prejuízo de eventual reflexão mais consistente sobre o tempo que se aproxima e que tão 'rico' é a nível de espiritualidade cristão, aqui ficam as primeiras informações para as comunidades.
COMEÇAR BEM É A GARANTIA DE QUE HÁ UM SENTIDO DO CAMINHO A FAZER E DA PÁSCOA A CELEBRAR!
Começa-se com a 'humildade' para se terminar na glória da vida nova!

O 'COLO' DE DEUS E DE NOSSA SENHORA

Nas comunidades de Alvados, São Bento e Mira de Aire - bem juntinho ao dia 2 de Fevereiro (festa da Apresentação do Menino Jesus), aliás, em Alvados coincidiu no próprio dia 2 com a Festa da padroeira - viveu-se a alegria da presença na Eucaristia daqueles que Jesus mais elogiava, as crianças. Dos que são como elas é que é o Reino do Deus. E como se portaram bem! É verdade que foi o 'calor' do colo paterno e materno que as fizeram estar assim, tão bem comportadas, mas certamente foi também aquele espírito que animava a comunidade e cantava que ajudou a embalar! São acontecimentos que não podemos nem devemos ignorar, que devem levar a uma melhor adesão - mais sentida e permanente - na Casa de Deus e na oração.
A 'Bênção dos Meninos de Colo' marca fortemente as comunidades e tem uma adesão que nos faz meditar nesta propensão tão natural do ser humano - aqui na presença dos pais que trazem com tanta alegria os seus filhos - a ligar-se a um Pai e a uma Mãe que não queremos perder, nem para nós nem para os que hão-de seguir-nos! 
Diz-nos o Deus da Sagrada Escritura: ' poderá uma mãe esquecer o seu filho? Mas...ainda que fosse possível uma mãe esquecer Eu nunca me esquecerei de ti'. Aí está a grandeza e o amor maior de Deus por cada um de nós.
EM MIRA DE AIRE 






EM ALVADOS




EM SÃO BENTO



TAMBÉM NÓS...COM OS BEATOS PASTORINHOS

O Francisco, traquina e 'flautista', e a Jacinta, sentimental e com o coração na boca, são nossos modelos de entendimento: para perceber que a 'perfeição' não é uma estado nem um estatuto... antes é um caminho, de atenção aos outros, com a simplicidade da oração e do 'sacrifício' por amor (pelos outros)! Quem está disposto a isto hoje?
DIA 20 DE FEVEREIRO rezemos por meio deles, na sua Festa.