A VER


Calendário Interparoquial

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

INICIO CATEQUESE

No dia 8 de Outubro em Mira de Aire e no dia 9 em Alvados e em São Bento (re)começou a catequese. Através dos sinais da misericórdia - as obras de misericórdia- e doutros gestos simbólicos deu-se um ênfase especial à Eucaristia, na qual participaram mais activamente as crianças, adolescentes e jovens que fazem a sua 'caminhada de iniciação cristã'. Neste ano, foi referido, também a catequese dará relevo à mensagem de Fátima, no Centenário das Aparições. Em Mira de Aire um grupo dos mais pequenos foram acolhidos pela primeira vez e, além de terem realizado com as catequistas e pais um belo momento de apresentação, foram agraciados com a alegria de todos.
As comunidades cristãs tornam-se assim, na catequese, dinamizadoras e 'evangelizadoras' do anúncio da Boa Nova. 




quinta-feira, 6 de outubro de 2016

JUBILEU DOS CATEQUISTAS DE ALVADOS-MIRADE AIRE E SÃO BENTO 5OUT2016

'Só o coração de cada um sabe quanto valem e são sentidos e vividos os gestos que se realizam'. Exteriormente o dia 5 de Outubro foi bem agradável para os catequistas e alguns familiares das paróquias referidas. Além da dimensão cultural, visitando a Sé de Lisboa, a Igreja de Santo António (a sua casa natal), o Panteão Nacional e o Museu do Traje, os cerca de 50 participantes - incluindo os padres 'luizes' - viveram e partilharam momentos de boa companhia, na alegria de estar juntos, na riqueza da variedade de comunidades, de idades...
O 'momento'/acontecimento mais significativo e que motivou todo o dia foi a 'passagem pela Porta Santa da Misericórdia' e a graça da 'indulgência', que aconteceu na Igreja de Nossa Senhora da Anunciação, paroquial da Póvoa de Santo Adrião. Foi um gesto, ao mesmo tempo simples, individual, e com a consciência de que 'a misericórdia de Deus Pai é a nossa força'. Concluímos essa 'passagem' com a Eucaristia, em que o P. Rui Valério (pároco da Póvoa) e 'missionário da misericórdia' reflectiu com os presentes as atitudes própria do ano santo, nomeadamente recordando que a palavra 'perdão' tem, na sua raiz hebraica, o mesmo prefixo de 'perder'. De um certo modo o perdão é deixar-se 'perder' no amor, ao mesmo tempo paternal e maternal de Deus. Mas é também um ser capaz de 'perder' para 'ganhar'!Um Deus que é Pai, mas que tem 'entranhas' de mãe, porque sempre acolhedor e protector dos filhos.
Houve ainda algum tempo para visitar o Centro Social Paroquial, anexo á Igreja, e ouvir da Directora o trabalho social que por ali se faz. Acolheram-nos ali também alguns leigos e o directo colaborador do Pároco, o P. Manuel Vieira, também ele monfortino,
E assim fez-se quase noite. Voltou-se a casa junto à noitinha e creio que mais enriquecidos, seja pelas visitas culturais realizadas, como pelo espírito e o principal objectivo que norteou todo o grupo, a celebração do jubileu dos catequistas neste Ano Santo da Misericórdia.   Pluis ferreira
na Sé de Lisboa

Panteão 
Panteão




à procura de Pokemons!!!!?????


Igreja Sto António
Museu do Traje



Panteão

Museu do Traje (Jardim)


Centro Social Póvoa Santo Adrião

Entrada 'PORTA SANTA'


o percurso, 'a passagem'

IGREJA Nº Srª Anunciação


segunda-feira, 3 de outubro de 2016

O FILHO, A MÃE E OS TRÊS 'FILHOTES' - Assembleia Diocesana 2OUT2016

Com o espaço repleto de cristãos da Diocese de Leiria-Fátima, realizou-se a Assembleia Diocesana, no dia 2 de Outubro. Os que participaram só tiveram a 'ganhar', tanto pela qualidade dos oradores como pelos conteúdos, muito ricos e muito bem elaborados, e ainda pela bela ária musical mariana que intermediou as palestras. Para quem pode, foi bom 'ter saído do sofá e calçado os sapatos', numa tarde de domingo. O assunto aí partilhado, que tinha como centro 'o centenário da Aparições de Fátima', poderia ter arrastado alguns para um 'já sei isso tudo' e , portanto, 'vou perder tempo'! Puro engano! O Reitor do Santuário ofereceu à assembleia um precioso resumo das características fundamentais da mensagem de Fátima e a Irmã Ângela Coelho, com o seu jeito peculiar e empolgante, delineou de um modo tão criativo e muito assertivo a vida espiritual de Francisco e Jacinta Marto, que deixou os participantes com a sensação de ver - como num filme - e saborear a beleza e a intensidade de vida destas duas crianças. A última parte também foi de certo modo 'surpreendente' - embora já todos conheçam os dotes oratórios do Bispo da Diocese, Dom António Marto - porque falou de coração ao coração, 'contando' a sua relação desde criança com Fátima, revelando que durante muitos anos pouco interesse teve por Fátima, por várias razões, entre as quais o seu carácter 'racionalista', enquanto estudante e teólogo. Mas Deus foi-lhe fazendo compreender que no coração acontecem coisas essenciais que a razão não atinge. Além desse seu testemunho, mais pessoal, Dom António, delineou alguns dos aspectos que devem guiar as comunidades cristãs durante este ano pastoral. Por fim, já na Capela, cantou-se um hino antiquíssimo a Nossa Senhora, intitulado 'Akhathistos'! Foi este o verdadeiro início do ano pastoral de toda a Diocese e, por isso, também das nossas paróquias (embora a participação dos cristãos de Alavdos, Mira de Aire e São Bento, tenha sido diminuta em número).