sábado, 28 de novembro de 2015

Palavras Soltas: Advento de misericórdia

ADVENTO E MISERICÓRDIA
Duas palavras. Uma concordância perfeita para a vida. 
O tempo - o ano litúrgico - que se inicia projecta-nos para o futuro, assim como o perdão nos lança numa vida nova. Como diz 'Francisco', o Santo Padre, «o perdão é uma força que ressuscita», mas é uma força a partir de dentro, aquela que, no mundo que habitamos, é ignorada, anulada e riscada da vida. Mas, interrogo-me eu, não é verdade que tudo começa no interior, até a própria vida? Aqui há anos, quando começaram a surgir a primeiras ecografias (do feto no ventre materno), um dos meus mestres (de nacionalidade holandesa), admiradíssimo, saiu-se com esta expressão (que nunca esqueci): 'carramba pah, já temos a fotocópia antes do orriginal'! A graciosidade da expressão revela que 'o futuro está aí', quando menos pensamos, e é por isso fundamental estar atentos e preparados para que ele não nos surpreenda ‘desarmados’ e ‘ocupados em coisas inúteis’.  Embora haja uma vontade estonteante em querer antecipar, prever, certificar, o que é maior que nós, o que ´não nos pertence dominar', não podemos ficar parados, amarrados ao passado, inertes e desconsolados desistentes, como o povo de Deus, 'abotoado' às 'cebolas do Egipto', 'preguiçoso' da novidade e das surpresas que estavam para acontecer! Há quem não se importe de morrer no deserto por não lutar até ao fim pela 'água' que dá vida.
É aqui que, no meu entender, se cruzam, por um lado a expectativa do futuro - a confiança, o desejo da alegria, a tenacidade de não desistir, a vontade de percorrer o caminho - e por outro o modo e a maneira de lá chegar. Advento e misericórdia.
Se quisermos ser mais assertivos, poderemos afirmar que o Advento é o prelúdio da visão da misericórdia de Deus, porque Jesus é esse rosto. Ou, talvez, de modo mais simples, este tempo que agora começamos há-de levar-nos a contemplar o rosto visível – em Jesus de Nazaré -  da bondade e da ternura infinita de Deus Pai. Esse tal Natal, que celebramos em cada ano, só é possível quando a ‘misericórdia’, que é o outro nome da ‘bondade’ e do ‘perdão’, fizerem parte do vocabulário habitual, das atitudes constantes de cada dia!

Conjugando a misericórdia com o Advento poderemos certamente tornar o Ano jubilar que agora começa como um tempo de graça, um tempo ‘novo’.   

I ADVENTO ANO C


FESTAS NOSSA SENHORA DO AMPARO- Mira de Aire


sexta-feira, 6 de novembro de 2015

VÍDEO RESUMO ACTIVIDADES CATEQUESE 2014-2015 Mira de Aire

Só se podem colher frutos quando se semeia e se cuida da semente. 
Eis um excerto de algumas actividade de catequese durante o ano 2014-2015, na paróquia de Mira de Aire.

https://youtu.be/VuAbwEmUT2g